Artigos

Formation à la recherche au Brésil et concurrence mondialisée des agences de coopération scientifique. Leticia Bicalho Canêdo et Afrânio Raul Garcia Jr. In Michele LECLERC-OLIVE, Grazia SCARFO GHELLAR, Anne-Catherine WAGNER (org.). Les mondes universitaires face au marché: circulation des savoirs et pratiques des acteurs. Paris: Karthala, 2011.

Um capital político multiplicado no trabalho genealógicoRevista Pós Ciências Sociais. v. 8 n. 15 São Luis/MA, 2011.

Escola versus cultura? Educação e Pesquisa, São Paulo, v.35, n.3, p. 435-447, set./dez. 2009.

Les boursiers de la Fondation Ford et la recomposition des sciences sociales brésiliennes: Le cas de la science politiqueCahiers de la recherche sur l’éducation et les savoirs, Hors-série n°2, 2009, pp. 33–55.

Les boursiers brésiliens et l’accès aux formations d’excellence internationales. Cahiers du Brésil Contemporain, Paris, v. 57/58-, 2005. Com Afranio GARCIA JUNIOR.

Heranças e aprendizagens na transmissão da ordem política brasileira.Cadernos Ceru, São Paulo/USP, v. 15, p. 103-130, 2004.

A produção genealógica e os modos de transmissão de um capital político familiar em Minas Gerais. Brasil Genealógico, tomo IV, nº 3, Rio de Janeiro, p. 09-37, 2003.

Herança na política ou como adquirir disposições e competências necessárias às funções de representação política (1945-1964). Pro-posições, Campinas, SP, v. 13, n. 3, p. 169-198, 2002.

Héritage en politique, ou comment acquérir les dispositions et compétences nécessaires aux fonctions de représentation politique (1945-1964). Cahiers du Brésil Contemporain, CRBC/EHESS, Paris, v. 47/48, p. 71-119, 2002.

Masculin, féminin et études universitaires à l’étranger: les boursiers brésiliens de 1987 à 1998. Information sur les Sciences Sociales, Londres, vol. 40, n. 4, p. 627-648, 2001.

Rites, symboles et allégories dans l’exercice professionnel de la politique. Informations sur les Sciences Sociales, Londres, v. 38, n. 2, p. 249-271, 1999.

La production généalogique et les modes de transmission d’un capital politique familial dans le Minas Gerais brésilien. Genèses, Paris, v. 2, n. 31, p. 4-28, 1998.

Metáforas da família na transmissão do poder político. Cadernos CEDES, Campinas, v. 42, p. 29-52, 1997.

Metáforas do parentesco e a duração em política. Textos de História, Brasília, v. 3, n. 1, p. 82-103, 1995.

Caminos de la memoria: Parentesco y poder, Historia Y Fuente Oral, Barcelona, Espanha, v. 1, n. 12, p. 91-115, 1994.

Caminhos da memória: parentesco e poder. Textos de História, Brasília, v. 2, n. 3, p. 85-123, 1994.

A família, a escola e a questão educacional. Leitura: teoria e pratica, v. 21, p. 5-15, 1993.

Estratégias familiares na produção social de uma qualificação política.Educação e Sociedade, v. 31, n. 1, p. 221-246, 1991.

Administração escolar entre a realidade e a aparência. Educação e Sociedade, v. 29, n. 1, p. 152-165, 1988.

Antonio Augusto da Silva Canêdo. Revista de Historiografia Muriaense, v. 5, n. 1, p. 19-42, 1983.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s